O mês de novembro no Brasil é voltado para a conscientização do câncer de próstata. Esse órgão é uma pequena glândula que produz o líquido seminal no homem e está localizado na parte baixa do abdômen. No Brasil, esse câncer é o segundo mais comum no público masculino conforme dados recentes  do Instituto Nacional de Câncer (INCA) de 2019. Além disso, esse tipo de câncer é considerado de terceira idade uma vez que 75% dos casos são de homens com mais de 65 anos.

Durante o mês de novembro, em todo o país são realizadas ações para promover o exame da próstata. Para o público alvo, o assunto ainda é tabu visto que muitos homens sentem vergonha ou mesmo desconforto para fazer o exame. O médico urologista é o profissional responsável pelo diagnóstico e o toque  retal  que identifica a ausência/ presença de nódulos que são sinais da enfermidade.

No Centro Universitário do Vale do Araguaia (UNIVAR) essa questão é discutida pelos diversos campos de conhecimento que compreende desde a educação física até as ciências humanas e sociais com a psicologia. Especificamente, cada curso realiza sua campanha para somar junto a essa ação .

Ação do curso de Fisioterapia na campanha Novembro Azul.

Segundo o coordenador do curso de Fisioterapia Abel Pompeu, o papel do fisioterapeuta é ajudar não só na prevenção mais também a reduzir efeitos colaterais do tratamento do câncer.

Outro profissional que têm trabalhado na promoção da saúde do homem e prevenção do câncer de próstata é o professor e coordenador do curso de enfermagem Alan Cardec. O curso de enfermagem do UNIVAR é o único no estado de Mato Grosso que possui uma disciplina obrigatória na  grade curricular sobre a saúde do homem.

O Centro Universitário durante as campanhas de outubro rosa e novembro azul têm promovido diversas atividades para a população interna e externa, além disso, a Instituição têm buscado estar sempre na vanguarda em relação aos cuidados e educação.