A área das Ciências Agrárias compreende as necessidades atuais em melhorar a produtividade animal (aumentar a produção em menor espaço e tempo) e fornecer alimentos para o consumo humano. Com isso, pesquisadores renomados do campo científico acreditam que os produtos de origem animal auxiliam de forma imediata alguns quesitos vitais ao nosso corpo, já que são ricos em proteína, carboidratos, lipídios, vitaminas e minerais.

Pesquisas desenvolvidas nessa área visam melhorar a qualidade dos produtos de origem animal por meio de análises sensoriais, e laboratoriais para avaliação do conteúdo nutricional dos alimentos. Um dos objetivos da pesquisa com produção animal é inspecionar o aspecto sanitário-higiênico ideal para consumo dos alimentos aumentando o tempo de prateleira em gôndolas para se evitar o desperdício sem perder a qualidade.

A Dra Natália Holtz Alves Pedroso Mora é zootecnista, graduada pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e atualmente desenvolve pesquisas na área de produtividade animal no Centro Universitário do Vale do Araguaia (UNIVAR). Sua trajetória acadêmica profissional começou em 2016 atuando como docente na área de zootecnia e medicina veterinária e desenvolvendo atividades de ensino, extensão e pesquisa junto aos alunos da Instituição. Mora faz parte de um grupo de pesquisa que desenvolve atividades principalmente em tecnologia e análise de qualidade de produtos de origem animal (carne, leite e ovos).

No ano passado, a docente publicou um trabalho científico em um periódico internacional, o artigo intitulado Sensory characteristics of Musculus longissimus thoracis et lumborum of bovine Nelore adult matured (2018) teve como objetivo avaliar a percepção e preferência dos consumidores de carne bovina maturada aos 21 dias com diferentes espessuras de corte (2,5 e 7,5 cm de espessura). O resultado da pesquisa apontou satisfatórios de aceitação.

Observa-se assim, a capacidade técnica de produção científica do corpo docente do UNIVAR, além de publicizar pesquisas com efeitos diretos na vida humana, contribui com a segurança alimentar na cadeia produtiva colaborando na garantia de um alimento seguro, nutritivo e com qualidade.