A Linguagem Brasileira de Sinais (LIBRAS) é uma forma de comunicação da e com a pessoa surda. No país o dia 26 de setembro é uma data comemorativa do Dia Nacional do Surdo em homenagem a primeira escola voltada exclusivamente à educação de pessoas surdas no Brasil, o Instituto Nacional de Educação de Surdos (INES). O INES foi criado nesta mesma data no ano de 1857 por um professor surdo francês que ao longo de sua vida buscou formas de captar sua condição social e criar uma forma imagética de reprodução.

A professora de LIBRAS do Centro Universitário do Vale do Araguaia (UNIVAR) Denisa Adorno vê a data comemorativa como uma vitória da comunidade surda.

“É um dia para dar visibilidade a importância da língua de sinais para os surdos, e para mostrar que eles são iguais aos ouvintes, que eles têm direitos e que são sobretudo capazes.”

Alfabeto em Libras.

O UNIVAR legitima a acessibilidade nas suas instalações e promove diariamente a cidadania. Em relação a comunidade surda suas necessidades estão em conformidade com a Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais – Libras, e o art. 18 da Lei nº 10.098, de 19 de dezembro de 2000.

Nos cursos  de licenciatura (História, Pedagogia e Educação Física) do UNIVAR   há o cumprimento da lei em consonância com a Diretriz Curricular Nacional (DCN) na oferta da disciplina de LIBRAS como componente curricular e também como projeto de extensão. Dessa forma, o conhecimento da Linguagem Brasileira de Sinais é concedida aos alunos como forma de aprendizado essencial para exercer o papel de educador.