A obesidade é um dos grandes problemas na atualidade. Muitas pessoas têm hábitos alimentares errados e atribuem a correria cotidiana a dificuldade de uma alimentação saudável. É comum que as pessoas troquem refeições importantes do dia como café da manhã e almoço por fast-foods ou mesmo comidas instantâneas. O que poucas pessoas sabem é que essas comidas são ricas em sódio e gorduras saturadas que fazem mal à saúde.

Segundo a nutricionista Fabiana Moreira formada no Centro Universitário do Vale do Araguaia (UNIVAR), é papel do profissional orientar e prescrever  cardápios que promovam hábitos alimentares saudáveis importantíssimo para a manutenção do peso e no combate à obesidade, ele é responsável em acompanhar o tratamento, apresentar alternativas acessíveis para a manutenção e redução do peso.

De acordo com dados do Ministério da Saúde publicados pela revista Exame, 20% da população brasileira sofre com a obesidade. Em relação a isso Moreira salienta que é necessário aumentar a conscientização sobre prevalência, gravidade e diversidade do estigma do peso.

“Os retratos da obesidade na mídia frequentemente reforçam estereótipos imprecisos e negativos sobre as pessoas obesas, o que pode levar ao estigma do peso. As campanhas pedem uma movimentação para acabar com o uso de linguagem e imagens estigmatizantes e retratar a obesidade de maneira justa, precisa e informativa,” afirma.

Vale lembrar que, no imaginário social frequentemente vemos as imagens de pessoas acima do peso caracterizando a doença da obesidade, preconcepção que não é fidedigna. Por esse motivo é de suma importância a prática de atividades físicas, consultas regulares com o nutricionista e o consumo de alimentos saudáveis.

O curso de nutrição do UNIVAR oferece atendimentos nutricionais à população com preços acessíveis e profissionais capacitados.