Fevereiro Roxo no UNIVAR discute Lúpus, Fibromialgia e Alzheimer

Fevereiro Roxo no UNIVAR discute Lúpus, Fibromialgia e Alzheimer

O mês de fevereiro é lembrado nacionalmente como fevereiro Roxo. Isso por consequência da campanha de conscientização de três doenças, FibromialgiaAlzheimer e Lúpus.

A Fibromialgia caracteriza-se por dor crônica em vários pontos do corpo, especialmente nos tendões e nas articulações. Já o Alzheimer ou Mal de Alzheimer como é conhecido popularmente é uma doença que provoca deterioração das funções cerebrais, como perda de memória e da linguagem. E por último, o Lúpus é uma doença autoimune rara, mais frequente nas mulheres do que nos homens, provocada por um desequilíbrio do sistema imunológico, exatamente aquele que deveria defender o organismo das agressões externas causadas por vírus, bactérias ou outros agentes patológicos.

Pensando na importância de discutir essas patologias o quarto ano do curso de farmácia do Centro Universitário do Vale do Araguaia (UNIVAR) promoveu no último dia 13, palestras com 3 especialistas para discutir as três doenças. A conversa faz parte do projeto de extensão “Laços da saúde” vinculado a Pró-Reitoria de Pós-graduação, Pesquisa e Extensão (PROPEX).

Dr. Clodoaldo Pirani, médico neurologista, discutiu sobre o Mal de Alzheimer e suas consequências na vida do paciente. Além disso, a médica reumatologista Dra. Luciana Ishikawa discutiu sobre a Fibromialgia e seus impactos na mobilidade e no bem-estar humano. Por fim, a farmacêutica especialista em Lúpus eritematoso Laura Cristina Morzelle explanou o tema e as medidas de controle da doença que é crônica.

O evento idealizado pelo coordenador do curso de Farmácia Me. Pablo Delmondes e pela Docente Me. Mariana Pirani sendo extremamente enriquecedor e serviu para abrir a agenda de lutas representado por cores no Brasil, como a famosa campanha já consolidada outubro Rosa. A ideia é que essas doenças sejam cada vez mais discutidas e lembradas ao longo do ano possibilitando maior conhecimento preventivo para a população.

Deixe seu comentário

× Chamar no Whats!