Exercícios de alongamento em tempo de pandemia: Saiba como praticá-los em casa!

Exercícios de alongamento em tempo de pandemia: Saiba como praticá-los em casa!

Matéria produzida em parceria com o Prof. Me Abel Pompeu de Campos Júnior – Crefito 12-708

Muitas pessoas acreditam que o alongamento deve ser feito apenas por quem faz algum tipo de treinamento físico. Porém, o recomendado é alongar o corpo depois de qualquer atividade, mesmo que ela seja rotineira, como andar na própria casa, fazer atividades doméstica etc. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) revelados pela Agência Brasil demonstra que 37% dos moradores das capitais brasileiras realizam cerca de 150 minutos de atividades físicas por semana. Mas você sabe quais são os benefícios da prática desses atividades? Ainda, você sabe quais exercícios você pode praticar durante este tempo que está em casa?

Conversamos com o fisioterapeuta e professor Me. Abel Pompeu que nos  deu algumas dicas.

Importante:

Fazer alongamentos em casa e sem a supervisão de um profissional pode ser bastante perigoso. Para evitar lesões e certificar-se que o movimento feito está correto, é preciso tomar alguns cuidados. Se a pessoa estiver se recuperando de alguma lesão, deve-se buscar orientações de um fisioterapeuta para descobrir quais movimentos são permitidos. Além disso, pessoas que sofrem de deficiência de cálcio também devem ser cautelosas para que os alongamentos não danifiquem os ossos. Por fim, tornar-se flexível é um processo que leva tempo. Assim, é importante respeitar os limites corporais e nunca forçar um movimento ou posição. Ao sentir dor, a prática deve ser interrompida e um fisioterapeuta precisa ser consultado.

Alongamento das costas realizado pela professora Jackelini Souza.

Os principais exercícios para se fazer em casa são os estáticos.

Alongamento das costas:

Deite-se de barriga para cima em um colchonete. Dobre as pernas e abrace os joelhos contra o peito. Balance levemente o corpo de um lado para o outro, massageando as costas e a lombar por um minuto.

Alongamento das pernas:

Sente-se no chão com uma perna estendida e outra flexionada. Incline o tronco para frente e tente alcançar o pé da perna esticada. Se você não alcançar o pé, não force o movimento e estique-se até onde conseguir. Fique nessa posição por 30 segundos. Repita o exercício com a outra perna.

Alongamento do pescoço: 

Coloque uma das mãos ao lado da cabeça e puxe-a, tentando encostar a orelha no ombro. Mantenha-se nessa posição por 30 segundos e repita o movimento para o outro lado.

Alongamento de braços: 

Fique na posição de quatro e com as mãos e dedos virados para o joelho. Permanecendo nessa posição, faça o desvio de forma lenta, até que uma tensão seja sentida nos pulsos.

Alongamento de mãos:

Sente-se próximo a uma mesa e coloque o antebraço em cima dela, com uma toalha enrolada inserida abaixo do punho, de modo que a mão fique pendurada na borda da mesa e com a palma voltada para baixo. Faça movimentos para cima até sentir um alongamento suave. Repita o movimento com a palma virada para cima.

Alongamento de pescoço:

Sentado, incline a sua cabeça o máximo que conseguir para a esquerda. Depois de 20 segundos, faça o mesmo procedimento com o lado esquerdo. Mantenha o rosto sempre para a frente, sem virar a cabeça.

Esses são os principais tipos de alongamento e que podem ser feitos em casa com bastante cuidado. Vale lembrar que os músculos são fibras que, ao contrair e relaxar, executam a movimentação dos ossos e, consequentemente, dos membros do corpo. Por isso, existem vários benefícios causados por um alongamento bem feito. Elencamos juntamente com o professor  Me. Abel alguns benefícios destas atividades.

Melhora da postura:

Uma das principais vantagens do alongamento é a melhora da postura, uma vez que são evitados os desconfortos gerados pela má postura.

Aumento da flexibilidade:

Com o avançar da idade, as pessoas vão perdendo a flexibilidade do corpo, principalmente dos braços e pernas. Ao fazer alongamento em casa, essa característica é revertida e os membros voltam a ficar flexíveis.

Ativação da circulação sanguínea:

Ao praticar exercícios de alongamento, você faz com que seja ativada a circulação sanguínea no seu corpo. Assim, são recuperadas as lesões musculares e as dores são evitadas.

Ajuda no relaxamento:

O alongamento possibilita um maior relaxamento muscular das pessoas, aliviando as tensões. Por isso, a mente e o corpo são beneficiados, proporcionando menos dores no pescoço, na cabeça e nas costas, bem como a diminuição do estresse e outras doenças psicológicas, como o cansaço mental.

Desenvolvimento de movimentos mais amplos:

Movimentos mais amplos fazem parte da rotina de quem pratica alongamento em casa. Pegar aquele produto que está em uma prateleira mais alta do supermercado, por exemplo, se tornará mais fácil se você adquirir o hábito de praticar esses exercícios diariamente.

Ajuda os músculos a crescerem :

Ao fazer alongamentos diariamente, bem como o aquecimento, terá mais resultados positivos ao fazer exercícios de musculação. Assim, a hipertrofia será alcançada, ou seja, os seus músculos crescerão.

 

Por isso, durante este período de quarentena é importante se manter ativo  e além de buscar uma alimentação saudável e balanceada, é necessário de suma importância praticar atividades física.

 

 

Deixe seu comentário

× Chamar no Whats!