Alimentar é uma necessidade dos seres vivos. Todos os anos no mundo milhares de espécies morrem devido a escassez de alimentos ou a falta de nutrientes necessários para a sobrevivência.

O Dia Mundial da Alimentação é celebrado anualmente no dia 16 de outubro. A data foi criada pela Organização das Nações Unidas pela Fome e Agricultura (FAO) em 1981 e tem como objetivo levar à reflexão sobre os problemas relacionados à alimentação e nutrição, buscando também a elaboração de medidas efetivas para combatê-los. A cada ano, um tema é escolhido e as ações são delimitadas sobre ele. Esse ano o tema escolhido é o Dietas saudáveis para um mundo de #fomezero. Em mais de 150 países, ocorrem celebrações com a realização de diversos eventos.

Com a criação do Dia Mundial da Alimentação, a FAO objetivou atrair a atenção dos governantes e da população em geral para a conscientização a respeito dos problemas alimentares em todo o mundo, bem como buscar estratégias de combate à fome, à desnutrição, à pobreza e suas causas, garantindo segurança alimentar a todos. Os principais objetivos do dia Mundial da Alimentação conforme a FAO são:

* Ajudar a eliminar a fome, a insegurança alimentar e a má nutrição;

* Tornar a agricultura, a silvicultura e as pescas mais produtivas e sustentáveis;

* Reduzir a pobreza rural, encorajando a participação da população rural, na tomada de decisões que influenciem as suas condições de vida;

* Promover sistemas agrícolas e alimentares inclusivos e eficientes;

* Aumentar a resiliência dos meios de subsistência face a catástrofes.

* Alertar para a necessidade da produção alimentar e reforçar a necessidade de parcerias a vários níveis.

Segundo a professora e nutricionista Eyd Evelyn essa data existe para levar a reflexão dos problemas relacionados a alimentação.

“Hoje em dia há um desbalanço muito grande, por um lado obesidade por outro desnutrição. Os países que aderiram buscam conscientizar a população tanto ao agricultor a plantar quanto a população a buscar alimentos mais saudáveis.”

O Relatório da FAO estima que o número de habitantes do planeta vai ultrapassar os nove bilhões de pessoas em 2050 e que a produção mundial de alimentos vai ter de aumentar em 60% para conseguir dar resposta às necessidades alimentares da população mundial.