Contábeis conhecendo a aldeia Namunkurá

Contábeis conhecendo a aldeia Namunkurá

No último sábado (12/05) o professor e técnico Sivirino dos Santos Chagas, idealizador do projeto “Casa do Atleta” e também vereador da cidade de Barra do Garças, promoveu a 3ª edição da corrida Dawara povo A’uwe Xavante.

O evento ocorreu na aldeia Namunkurá, localizada nas terras indígenas São Marcos à 200 km de Barra do Garças. A convite de Sivirino o curso de Ciências Contábeis participou desta visita e pode assistir também as corridas. Estiveram presentes os professores Pabblo A. Miranda Rodrigues (curso de Ciências Contábeis), Glaucia Carteri (Ciências Contábeis), Katia Gobatti Calça (curso de Ciências Contábeis), Phábio Rocha (historiador), Aurea Damaceno (curso de Farmácia), Hugo Camacho (curso de Agronomia).

Os acadêmicos de ciências contábeis Larisse Lima Ferreira, Adriana Gomes Souza, Daiane Samara Alves Agostinho, Ana Carolina Guimarães de Oliveira e o acadêmico do curso de Pedagogia Heron Wa’rãwi Abtsi’ré.

Ao todo 430 atletas de 6 aldeias (das Terras de São Marcos) disputaram os primeiros lugares na corrida. Segundo o professor Sivirino o esporte está sempre presente entre os Xavantes. A pista é improvisada, o sol de rachar, mas a corrida é um espetáculo. A torcida não poupa aplausos. É apaixonante. Reforça o técnico.

Segundo a coordenadora do curso de Ciências Contábeis, Glaucia Carteri, a importância destas visitas às terras de São Marcos está na possibilidade de criar projetos e soluções ao conhecer novas culturas, com o objetivo de melhorar na qualidade de vida daquela sociedade em si e consequentemente tornar um mundo mais justo e solidário. Parabéns Cacique Simão e muito obrigado por nos receber tão calorosamente.

Acompanhados do indígena Cristovão Tsereroodi Tsõrõpré, a visita foi marcada por momentos muito emocionantes, como brincadeiras e fotos com as crianças. A Univar e mais precisamente o curso de Ciências Contábeis não poderia deixar de agradecer à todos os envolvidos, em especial ao cacique Simão pela receptividade e aos demais moradores da São Marcos. Não deixaríamos de mencionar também o professor Sivirino que é o fomentador deste evento tão significativo.

 

 

Tags

Deixe seu comentário