De olho no potencial da região e, destacando Barra do Garças, como um polo educacional, o Centro Universitário do Vale do Araguaia – Univar, no Estado de Mato Grosso, investe em pesquisa e
tecnologia ao iniciar a construção de sua fazenda escola, espaço voltado para três áreas das ciências agrárias da instituição: Agronomia, Medicina Veterinária e Zootecnia.

Modelo único no Estado, tem 19 hectares e está localizada no km 04 da rodovia BR-158, sentido Barra do Garças – Nova Xavantina (MT), nas margens do córrego do Henrique em que serão implantadas as futuras instalações para produção fitotécnica e zootécnica. O investimento envolve recursos da ordem de R$ 5 milhões.

O reitor Marcelo Soler enfatiza o que representa para Barra do Garças e região o investimento em pesquisa e tecnologia realizado pelo Univar. “Nosso estado é essencialmente produtor, tem suas
atividades econômicas centradas no agronegócio e este elo com a academia é fundamental. As futuras gerações serão alcançadas com um projeto desta monta. Isto é ser Centro Universitário, ou seja, cuidar da promoção da pesquisa e da extensão, dentre outras ações.”, ressalta Marcelo.

A fazenda escola possuirá estrutura que oportuniza a realização de aulas relacionadas às diversas culturas, manejos e experimentos de iniciação à pesquisa científica. “A formação de profissionais éticos, com visão holística, competência técnica, flexibilidade intelectual e socialmente comprometidos, combinadas com as condições ideais de ensino e pesquisa é o que visamos construir na fazenda escola.”, afirmou a coordenadora de Agronomia, Drª. Janne Louize.

As futuras instalações da fazenda permitirão a produção animal de diversas espécies: bovinos, ovinos, suínos, aves (postura e corte), codornas, peixes e apicultura. “Os alunos terão a oportunidade de acompanhar a implantação das instalações dos processos produtivos, que representam parte fundamental do aprendizado”, comentou a professora Drª. Reissa Vilela coordenadora de Zootecnia.

A fazenda contará ainda com três centros de manejos. O arrojo do projeto nasce com total cuidado com o meio ambiente. A professora Drª. Tatiane Melo participa como gestora ambiental e destaca
que serão atendidas todas as normativas previstas legalmente nas diretrizes ambientalistas.

A Fazenda Escola surge na busca do estabelecimento de sistemas agrícolas ecologicamente equilibrados e estáveis, economicamente produtivos, com elevada eficiência quanto à utilização de recursos naturais de produção e socialmente estruturada.