As alunas do 3° ano de nutrição, Alana Silva Barbosa, Joice Aparecida de Lima Caetano e Morgana Fontana Mack elaboraram e avaliaram a aceitação de um iogurte produzido com Araticum sob a orientação da professora Sara Morgana Forgerini.
O Araticum (Annona Crassiflora) é um fruto do cerrado que apresenta polpa adocicada rica em ferro, potássio, cálcio, vitamina C, vitamina A, vitamina B1 e B2, o que torna a elaboração de um produto com excelente valor nutricional. O que pode auxiliar na prevenção de doenças como reumatismo, úlcera e até câncer de pele.
A fruta que se assemelha a pinha ou também conhecida como ata, se adapta muito bem ao clima semiárido presente na região Centro-Oeste. Sua época de frutificação é a mesma do período religioso da quaresma (fevereiro a abril), o que leva a fruta ser conhecida também como Araticum Quaresma.

Em laboratório, o iogurte foi preparado com a polpa da fruta in natura e iogurte natural, sem adição de açúcar, o que torna o produto muito mais saudável. A análise realizada no ambiente acadêmico teve ótima aceitação entre os degustadores e representa uma excelente opção de consumo, pois além de ser fácil de se preparar é rica em nutrientes e valoriza o fruto da nossa região.
Segundo a professora Sara, o uso de frutas do cerrado em pesquisas relacionadas a nutrição, auxiliam na valorização da agricultura local, pois podem representar uma fonte de renda com a comercialização dos frutos e derivados. A nutricionista ainda revela que ao decorrer do ano letivo, outros frutos da região serão utilizados em novas receitas e pesquisas, pois poucos conhecem estes frutos que são de altíssimo valor nutricional e pouco valorizados.

A gastronomia é um novo caminho a ser tomado que pode auxiliar na conservação do Bioma Cerrado. Além disso, a variedade de vegetais típicos desta região, ainda muito pouco explorados, faz com que surjam novos pratos e sabores, o que auxilia no crescimento de pesquisas nutricionais.
O Araticum utilizado para realizar este trabalho foi generosamente cedido pelo agricultor local Gilson Ferreira Gonçalves.