Dando continuidade a VI Jornada da Psicologia, na noite da última quinta-feira (22), a professora e psicóloga Ana Paula da Costa Fernandes abordou em uma palestra descontraída e dinâmica os desafios da nova psicologia. O bate papo que introduziu temas de extrema relevância como a neurociência, física quântica e as dimensões da síntese do conhecimento humano, terminou com um relato de vida emocionante de uma acadêmica que enfrentou o câncer com práticas alternativas de corpo e mente.

Entendendo que a medicina psicossomática é considerada uma área de conhecimento interdisciplinar, a psicóloga buscou discutir sobre os desafios de uma psicologia original e que leva em consideração percepções, memórias e sentimentos em equilíbrio

“As práticas integrativas como meditação, cromoterapia e óleos essenciais nesses assuntos [relações mente e corpo] existem e tem inclusive pesquisas científicas comprovando os seus benefícios em doenças crônicas como a AIDS e o câncer. ”

A Associação Brasileira de Medicina Psicossomática (ABMP) tem desenvolvido ao longo dos anos várias pesquisas levando em consideração aspectos das ciências consideradas duras como a própria biologia e física.

Ao longo da noite desta sexta (23), uma mesa redonda ainda discutiu a importância da equipe multidisciplinar na saúde mental, no auditório do UNIVAR.

O encerramento da VI Jornada da Psicologia movimentou docentes e discentes o pátio do Centro Universitário com apresentações do grupo folclórico Brilho Junino e a Companhia Hadarak Malak de dança do ventre.