No dia 23 de fevereiro, sob supervisão da professora Karina Rodrigues Gomes Ferreira, o 3° ano do curso de Medicina Veterinária realizou uma aula prática da disciplina de Patologia. A aula foi referente ao desenvolvimento de técnicas de exame diagnóstico com a utilização de esfregaço sanguíneo. Tal procedimento também conhecido como distensão sanguínea ou ainda extensão sanguínea, é um teste realizado em hematologia para a contagem e a identificação de anormalidades nas células do sangue.

O teste consiste na extensão de uma fina camada de sangue sobre uma lâmina de microscopia que, após corada, é analisada em microscópio.

Além disso um esfregaço de sangue pode fornecer informações importantes sobre a saúde do animal, auxiliando o médico veterinário no diagnóstico de doenças relacionadas ao sangue, por exemplo as anemias, e outras condições, tais como infecções. Revela a coordenadora do curso Ana Boing Robl.

A técnica é muito desenvolvida durante as aulas, com o intuito de preparar o aluno para o mercado de trabalho e conciliar a prática à teoria.