Pedagogia e a Educação Inclusiva através do Sistema Braille

A Educação Inclusiva concebe a escola como um espaço para todos, no qual todos os alunos têm possibilidades de aprender, a partir de suas aptidões e capacidades. A inclusão de alunos com necessidades educacionais especiais nas escolas regulares, exige novas práticas de ensino, com vistas a atender as especificidades de cada um para que o direito à educação seja garantido a todos.

Com base na necessidade de novas práticas pedagógicas para atender a este público, um dos conteúdos contemplados neste bimestre foi sobre a Deficiência Visual e a importância da alfabetização dos alunos mediante a escrita Braille.

Desta forma, o 3° ano do curso de Pedagogia durante as aulas da disciplina de Educação Inclusiva, ministrada pela professora Divina Lucia de Sousa, realizaram aulas práticas de Braille. As atividades aconteceram nos dias 01 e 04 de setembro de 2017, com a contribuição da professora Welida Demelas Mauricio, que é alfabetizadora na Associação dos Cegos de Barra do Garças. O objetivo da aula foi compreender a importância do Braille para inclusão do aluno cego no processo ensino aprendizagem.

O Sistema Braille é um processo de escrita e leitura baseado em sessenta e quatro símbolos em relevo, resultantes da combinação de até seis pontos dispostos em duas colunas com três pontos cada, escrita esta utilizada pelas pessoas cegas.

Os acadêmicos tiveram oportunidade de aprender o alfabeto em Braille e conhecer materiais auxiliares no processo de alfabetização, o que proporcionou conhecimentos práticos para atuar em classes comuns na perspectiva inclusiva. A aula foi avaliada de forma positiva pelos acadêmicos por meio do interesse e participação.